quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Ovos


DSCN6880

Muitas vezes por pura ignorância, esquecimento ou outros factores esqueçemo-nos que em casa ao prepararmos a nossa refeições temos de manipular os alimentos com segurança. Muitas das intoxicações alimentares acontecem nos nossos lares.

Perante esta situação, hoje decidi escrever sobre os ovosLight bulb.

Os ovos são bastante sensíveis ao nível da sua salubridade. São considerados um alimento de alto risco, ou seja a falha de higiene e das boas praticas de manipulação pode colocar em risco a nossa saúde e a daqueles para quem cozinhamos.

Existem bactérias que podem provocar doenças alimentares graves, e que podemos estar a consumir sem saber. As bactérias patogénicas (bactérias que provocam doenças) não são visíveis a olho nu (não as vemos em cima do ovo por exemplo) e muitas vezes não sentimos alterações no sabor ou cheiro do alimento. Perante tal, temos que ter muito cuidado quando manuseamos os alimentos.

Uma bactéria muito usual nos ovos, carne de aves, a casca dos ovos, animais domésticos (ex.: galinha) entre outros é a Salmonella. O Homem também pode ser portador da Salmonella e nem saber.

Um outro exemplo de contaminação com a Salmonella poderá ser a contaminação cruzada (é o transporte de bactérias de um alimento contaminado para um alimento não contaminado). A contaminação cruzada pode ocorrer através das nossas mãos ou através dos utensílios ou equipamentos que utilizamos (ex.: utilizar a mesma faca ou tábua de corte do frango para outro alimento).

Muitas pessoas utilizam as mãos para separar as gemas das claras...pois NÃO deve ser feito assim.

Eu utilizo um separador de gemas das claras. É o utensílio que pode observar em baixo:

DSCN6997
 
DSCN6999  DSCN7000  DSCN7001

Antes de adquirir este utensílio, utilizava um passador pequeno. Partia o ovo e colocava-o sobre o passador, onde a clara escorria pelos orifícios do passador para uma tigela. O passador serve para desenrascar, mas o separador de claras é mais eficiente.

Não consigo utilizar a casca do ovo para separar a gema da clara…lembro-me da minha "amiga" Salmonella. E muito menos utilizar as mãos para separar a clara da gema Devil…a minha formação em engenharia alimentar, não o permite.

A Salmonella é uma das bactérias mais infecciosas. Uma vez no nosso organismo, esta bactéria pode provocar diarreia, vómitos, dores gastrointestinais e até a morte.  É uma bactéria frequente no aparelho digestivo das galinhas, facilitando assim a contaminação das cascas dos ovos.

Uma forma de eliminar a Salmonella é cozinhar os alimentos (ovos/carne de aves) muito bem. E manter os alimentos às temperaturas adequadas. Neste artigo pode aprender algumas dicas na confecção de ovos. (aconselhavel).


Na preparação dos ovos deve ter alguns cuidados:
  • Ao comprar os ovos deve verificar a data de validade e abrir a caixa. Caso tenha algum ovo partido ou rachado não deve trazer a caixa com os ovos. Deve informar o funcionário da loja que a caixa possui ovos partidos;
  • No acto da comprar deve observar igualmente se o ovo é velho ou novo. Basta passar a mão pelo ovo. A casca do ovo novo é áspera/rugosa e opaca. A casca do ovo velho é mais lisa e ganha brilho (precisamente o oposto de o que acontece com as pessoas :-p);
  • Não deve colocar a caixa de cartão com os ovos dentro do equipamento de frio. O cartão é um material que absorve facilmente sujidades ou outro tipo de contaminações. Ou seja, pode transportar sujidades/contaminações para o seu frigorífico. Nunca deve esquecer de retirar a data de validade dos ovos e colocá-la junto aos mesmos;

 As fotos que se encontram em baixo, são os meus ovos Rolling on the floor laughing

           DSCN7283  DSCN7285
 
  • Deve retirar somente os ovos que necessita para a elaboração do alimento, isto porque os ovos que tenham permanecido num ambiente quente e que não tenham sido utilizados, não devem regressar a um ambiente frio;
  • Ao cozinhar não deve colocar os ovos perto do calor do fogão;
  • Os ovos para cozer devem ser lavados antes de entrar na água de cozedura;
  • Os ovos devem ser partidos um a um, num recipiente à parte, antes de serem adicionados aos restantes. Caso um ovo esteja estragado não contamina os outros;
  • Um ovo fresco quando aberto, quase não tem odor. A clara, límpida e translúcida, é gelatinosa, e a gema, saliente. Caso a clara esteja fluida e a gema achatada, é muito provável que o ovo seja velho ou envelhecido. À medida que um ovo perde frescura, a gema torna-se móvel. Sacudindo vigorosamente o ovo, se for velho, ouve-se um ruído característico;
  • As cascas dos ovos devem ser colocadas imediatamente no lixo;
  • Deve lavar muito bem as mãos antes e após a utilização dos ovos. Deve secar as mãos no papel do rolo de cozinha;
  • A utilização dos utensílios de cozinha ou equipamentos que entrarem em contacto com os ovos devem ser lavados muito bem.

Truques para verificar a frescura dos ovos:

- Coloque o ovo dentro de um recipiente com água salgada e observe:
  1. Se o ovo estiver fresco fica no fundo.
  2. Ovo com cerca de uma semana fica a meio, em posição vertical;
  3. Um ovo envelhecido vem à superfície. Deve rejeitar o ovo.
- Outro truque é sacudir o ovo e oiça:
  1. Se o ovo estiver fresco, não se ouve qualquer som, porque a câmara de ar é pequena;
  2. Se o ovo for velho, a câmara de ar aumenta e fica mais espaço livre, deste modo ouve-se ao sacudir.

Ovos Caseiros:

Muitas vezes os ovos caseiros possuem resíduos de excrementos ou palha. Esta situação pode transmitir a salmonelose. Não deve lavar os ovos, isto porque a casca dos ovos é porosa e a sua lavagem vai arrastar contaminantes da casca (ex.: salmonela) para o interior do ovo. Perante esta situação deve limpar o ovo com um papel ou uma esponja e reserve-o apenas para cozinhados (o ovo tem de cozinhar bem), isto porque só as altas temperaturas eliminam a salmonela. Estes ovos nunca devem ser consumidos em cru. Para ter uma noção, os ovos caseiros são proibidos na industria alimentar e na restauração.

Ainda em relação aos ovos caseiros, deve ter cuidado ao confeccioná-los fritos, escalfados ou mexidos, isto porque podem conter salmonela se o ovo estiver contaminado.




Espero ter ajudado nos cuidados a ter com os ovos. Winking smile

Para terminar vou deixar um vídeo com diferentes confecções de ovos. Este vídeo é excelente para quem ainda não se sente à vontade para confeccionar ovos. Divirtam-se!!! Plate


:)***

4 comentários:

  1. Otimas dicas, tanto para manipulação dos ovos como para a utilização deles!!!
    Tenham um linda semana
    Daniela

    ResponderEliminar
  2. Excelentes dicas, com isto não se brinca (digo eu, que infelizmente já apanhei uma intoxicação alimentar por causa dos ovos).

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Adorei o video tenho que comprar um separador de ovos;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Adoro estras tuas dicas
    sempre tao uteis
    bjinhos

    ResponderEliminar