segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Pão


DSCN4157


O pão é um dos alimentos mais importantes na nossa alimentação.

Eu adoro pão quentinho com azeite e alho, na tiborna ou simplesmente com margarina ou queijo.

Um dos meus cheiros favoritos de infância é do pão caseiro a sair do forno…que bom. Laughing out loud
Antigamente havia um forno no quintal da casa da minha mãe, fazia-se todos os 15 dias pãozinho caseiro, pão com torresmo, pão com choriço, só delicias!!! Smile

Os tempos mudaram, o forno já não existe. Agora possuo em casa uma máquina de fazer pão.

Confesso que o pão é diferente, mas o cheiro do pão é semelhante e delicioso.

E assim apresento a minha máquina de fazer pão:

DSCN4151

Faço vários tipos de pão na minha máquina, desde pão de sementes, pão de mistura, pão branco, pão integral. As minhas farinhas favoritas são as da "Branca de Neve".
Os meus pães favoritos são os dois primeiros.

DSCN5125
Pão de sementes, feito na minha máquina de fazer pão
DSCN4159
Pão de mistura, feito na minha máquina de fazer pão
               
Na pré-história o Homem não conhecia o pão. No ínicio o Homem comia os grãos de cereais e depois a farinha grossa obtida por esmagamento misturando-a com água obtendo uma papa. E na Antiguidade Clássica continuou sem fazer o pão tal como é feito hoje.

Os egípcios eram um povo sedentário, cultivadores de trigo nas margens do Nilo. Ao observar o que acontecia à papa de cereais quando apodrecia, eles observaram também que quando coziam aquela massa já azeda se formavam bolhas de ar por dentro que não se espalhavam porque se formava uma crosta à superfície.

E com o passar dos tempos a técnica foi evoluindo.

O forno foi inventado. Um forno com uma porta que abria para o exterior para o lume ser regulado.
A pasta de cereais era amassada, deixada em repouso e era novamente amassada. E finalmente o Homem teve a ideia de guardar pedacinhos daquela massa inicial, que parecia apodrecida.
O pedacinho da massa continha esporos dos fungos da levedura que desdobram os açúcares da farinha de cereais em gás carbónico e álcool, os quais são libertados, formando os buracos do pão.
Calma!!! Os egípcios não sabiam nada destas transformações, mas sem saberem descobriram o fermento. Esta informação foi retirada do Heinrich,  6000 Anos de Pão, 2003.

DSCN4160
Actualmente existem bastantes variedades de pão nas nossas vidas, desde o pão branco até ao pão de leite.

Estas variedades resultam de vários tipos de de farinha.

As farinhas são classificadas em tipos de acordo com o seu grau de peneiração, ou seja quanto maior é o número do tipo de farinha, menor é a sua peneiração, isto é maior quantidade terá de camadas externas, e portanto nutricionalmente mais rico.

Existem vários tipos de farinha, tais como por exemplo trigo (tipos 55, 65, 80, 110, 150), milho (tipo 70, 100), centeio (tipo 70, 85).

Dos tipos de farinha, vou agora para o "Pão caseiro". Estive a pesquisar e encontrei este vídeo, fabrico de pão caseiro (método artesanal).



No mercado existem muitas variedades de pão, para todos os gostos.

Variedades de pão:
  • Pão branco (pão mais pobre em vitaminas e sais minerais);
  • Pão Integral;
  • Pão com fermento natural (antes de existir o fermento de padeiro actual a fermentação foi inventada retirando à massa do pão um pedaço que se deixa fermentar);
  • Pão de forma (um pão com menos côdea e mais miolo. Tem algum açúcar e alguma gordura);
  • Pão de leite (este pão é feito com a farinha branca, leite e malte);
  • Pão de mistura (é feito com mistura de farinha de centeio [mínimo 60%] e farinha de trigo);
  • Pão com passas ou nozes/sementes (pão feito com farinha integral e com sementes ou/passas);
  • Pão caseiro (este pão é feito com mistura de farinhas. Existem vários tipos deste pão, desde o pão de Mafra. o pão Alentejanas).
  • Tostas (pão torrado, pode ser de farinha branca ou farinha integral e um pouco de açúcar)
Para ensinar como se pode fazer pão em casa, encontrei este dois vídeos:


E a segunda parte do vídeo:



Muitas pessoas cortam o pão da sua alimentação com o argumento que o pão engorda.

Na realidade o pão não é hipercalórico. Contudo, o importante não é o pão, mas sim o que se põe no pão e a quantidade.

Não podemos excluir o pão das nossas refeições. Isto porque o pão fornece magnésio e vitaminas B1,B2, B3, B5, B6 e PP. Mas podemos escolher o pão mais favorável ao nosso regime.
"É necessário ter em conta o valor calórico e o índice glicémico.

Isto é, o pão branco após ser comido, o açúcar no sangue sobe mais alto e rapidamente do que o pão de mistura. É qualquer coisa como isto: a glicose tem 100 (serve de comparação), o pão branco tem 95, o pão de mistura 34 a 75 e o pão de trigo integral 40 a 70. No entanto, se o pão for comido com outro alimento, isso vai baixar o índice glicémico. Por exemplo: o pão com queijo tem um índice glicémico mais baixo do que o pão sozinho. Não confundir com calorias."
Fonte: Profª Isabel do Carmo – Conhecer os Alimentos, 2011, pág 82.

Um bom conselho dado pela profª e médica endocrinologista Isabel do Carmo:
Pão de mistura com queijo fresco


Espero que tenha gostado do tema de hoje,

:)***

4 comentários:

  1. Gostava de te perguntar uma coisa: compensa fazer o pão na máquina? Estou a referir-me ao preço de um pão já feito comparativamente ao custo com ingredientes e electricidade.

    Vejo como principal vantagem do uso da máquina o facto de saberes a qualidade dos ingredientes do teu pão.

    Gostei muito deste post. Como sempre, só informação pertinente.

    ResponderEliminar
  2. Mafalda S: Fico contente por gostares do post. Referente à máquina do pão, nós achamos que compensa, pois só consumimos pão de mistura ou de sementes. Não consumimos por exemplo o pão de forma,pão branco. Fizemos as contas e decidimos comprar a máquina. Confesso que não considerámos o valor da electricidade. Contudo, a farinha para um pão de 750g custa metade de um pão já feito de 450g, ou seja pouco mais de metade. Por outras palavras, a nossa farinha custa 4x menos que o pão, o que dá imensa margem para a electricidade e a água.
    Muitas vezes chegávamos tarde a casa e não havia pão ou nos aborrecíamos de comprar...optamos por fazer pão em casa e ainda poupamos € no combustível (deslocação ao supermercado). De manhã podemos ter pão quentinho e o cheirinho...uma delicia. A máquina faz também vários tipos de bolos e até doce.
    Bjnhos :)***

    ResponderEliminar
  3. Para tu veres como eu sou má cozinheira, seguindo a receita bem certinha e com a máquina a fazer tudo certinho o pão saiu uma desgraça! Não nasci com os teus dotes. Lol

    ResponderEliminar
  4. Ana FVP: Não és nada má cozinheira, a cozinha é como um laboratório, onde por vezes as experiências correm menos bem. Por vezes o meu pão cresce pouco (por exemplo). A água para o pão tem de estar tépida e tens de respeitar as dosagens. O primeiro bolo que fizemos ficou uma desgraça e as vezes o pão não sai como gostaríamos. Ana tu também tens dotes, não desistas, acredita e cozinha com a alma. Bjnhos
    :)***

    ResponderEliminar